Primeiramente no post de hoje, vamos abordar um assunto que trata de um processo delicado: como embalar vidros.

 

Entenda-se por vidros todo e qualquer objeto que contenha sua maior área feita de vidro. Para exemplificar: espelhos, alguns quadros, tampos de mesa, copos, taças e jarras são os itens mais comuns que enquadraremos no assunto de hoje.

No entanto, os objetos de vidro estão presentes em praticamente toda e qualquer residência. Sejam eles em forma de utensílios de cozinha (copos, jarras, taças, etc) como em objetos decorativos (quadros, espelhos) e até como parte integrante dos móveis ( tampos de mesa, tampo de aparador, cristaleira, etc).

História do Vidro

Inicialmente fato curioso é a história do surgimento do material que hoje conhecemos como vidro. Sua principal origem ainda é incerta, mas costuma ser remetida aos egípcios eruditos, já que os objetos mais antigos encontrados eram feitos com o vidro.

No entanto, o vidro é resultante da concatenação de uma mistura de sílica (areia), soda cáustica e sal, postos à alta temperatura, em torno de 1700ºC, até os três elementos se fundirem e, na próxima etapa, cristalizarem.

No início da confecção do material, fabricavam-se apenas blocos maciços para diversas aplicações. Até que em meados do ano  2000 a.C., começaram a ser moldados pequenos adornos em forma de potes, despejando-se a massa de vidro numa fôrma de barro.

Cerca de 1 500 anos após, os egípcios começaram a confeccionar, acreditem só, vidro para janelas. A matéria prima era colocada sobre uma base de bordas altas, para que o material não escorresse, e alisada com um rolo parecido com um tubo.

Como embalar vidros

Inicialmente para preparar a mudança dispendendo a atenção necessária para cada um dos diferentes objetos feitos de vidro, iniciaremos pelos utensílios de cozinha.

Copos, Taças, Xícaras e Jarras

Em nosso página de dicas, já ensinamos como se deve embalar copos e outros itens, porém como informação positiva nunca é demais, recapitulamos este assunto com o jeito mais comum e mais praticado pelas empresas.

Primeiramente o copo , xícara ou jarra é passado no papel manilha, afim de evitar contato direto com as outras peças, depois é acondicionado na forma vertical (em pé) dentro da caixa. Diferente nas taças de cristal, que devem ser embaladas antes com papel seda, este por ser mais delicado e evitar riscos nas peças. Veja em nosso outro artigo como embalar taças de cristal.

Quadros e Espelhos

 

Também já abordamos este assunto aqui, aproveitamos para relembrá-los que os quadros de vidro devem ser embalados com plastico bolha e depois passados no papelão ondulado. Mesma situação encontrada nos espelhos da residência. Estas peças irão presas no fundo do baú do caminhão com cordas próprias da empresa que for executar o serviço.

Tampos de mesas e aparadores

 

como embalar mesa de vidro

Os diversos tipos de mesa não exigem embalagens diferentes, pegando por exemplo uma mesinha de canto com tampo de vidro. Este seguirá o mesmo processo dos outros, onde deverá ser passado uma camada de plastico bolha e finalizado com papelão ondulado.

No entanto, a mesma técnica é aplicada aos tampos de mesa de centro da sala e aparadores. Porém, devemos ter uma atenção especial com os grandes tampos de vidro que fazem parte das mesas de jantar. Esse tipo de tampo geralmente é bem pesado, gerando uma carga adicional de trabalho, e para isso contamos com a força física dos ajudantes para movimentar o tampo pela escada ou até por içamento.

Seja qual for o transporte, para grandes tampos de vidro, primeiro passamos uma boa camada de plastico bolha, preso com fita adesiva. Em seguida, os 4 cantos devem ser reforçados com um papelão extra-forte, geralmente encontrado em caixas triplex.

No entanto, é bem comum os embaladores desmontarem uma caixa para justamente confeccionarem ali mesmo as 4 cantoneiras reforçadas para o tampo. Em seguida, é feito uma nova cobertura de papelão ondulado para garantir total proteção. Desta forma, os ajudantes terão mais confiança em manusear o vidro, e qualquer pequena batida será amortecida pela embalagem reforçada. Veja em nosso outro artigo como embalar uma mesa de vidro.

Finalmente agora você já sabe “como embalar vidros”, este curioso material que faz parte da nossa vida desde nossos primórdios, e continuará fazendo por muitos e muitos anos! Fiquem ligados para mais dicas em nosso blog !

Posts relacionados