Como embalar colchão para mudança

No artigo de hoje falaremos sobre um tópico bem específico: ensinaremos o passo a passo de como embalar um colchão para mudança. Pode parecer uma tarefa simples, porém acompanhe nossas dicas e verá que a embalagem se tornará muito mais simples.

 

Existem diversos tipos de colchões, com diversos tamanhos e compostos de diversos materiais. Cada um tem sua aplicação e os preços assim como a qualidade podem variar bastante. Podemos englobar nesse segmento os colchoes de espuma de baixa, média e alta densidade, colchoes de molas, molas ensacadas, ortopédicos, colchões de ar e até mesmo colchões d’água !

Abaixo iremos detalhar os mais vendidos e encontrados em 90% das mudanças:

Colchões de mola ensacada

São colchões confortáveis e muito utilizados. Feitos com molas helicoidais e cada mola é ensacada individualmente. Isso garante uma durabilidade muito maior e evita que elas saiam para fora do colchão. Com certeza um dos mais vendidos e encontrados em residencias de todo Brasil.

Os vendedores tendem a vender a ideia de que mais molas significa mais conforto, mas isso não é necessariamente verdade. A ideia do colchão de molas ensacadas é que cada mola pegue um ponto de apoio do seu copo. Então como não temos tantos pontos de apoio, a quantidade de molas não influi muito no conforto. Certamente quando você foi comprar um colchão novo, já deve ter ouvido falar que quando o companheiro se mexe, o outro não sente.

Colchão de mola bonnel

É um colchão de mola mais econômico. Ao contrário das molas ensacadas, esse tipo de colchão possui molas interligadas entre si. Elas não pegam cada ponto de apoio individualmente. Além disso em camas de casal elas são mais sensíveis a movimento.

Vamos supor que alguém sente no colchão em que você esteja deitado, você vai sentir o movimento muito mais que em um colchão de mola ensacada. Esse tipo de colchão é mais antigo e é famoso por ser uma das principais diversões de crianças pequenas em casa (mesmo que o produto não sirva para tal aplicação)!

Colchões com espuma de memória

Esse tipo de colchão está crescendo em popularidade. Elas são feitas de camadas de diferentes densidades de espuma que respondem ao peso e à temperatura, e são conhecidos para o conforto porque contorno com a forma específica do seu corpo. A espuma utilizada é viscoelástica.

Temos também travesseiros com esse tipo de material, ganhando cada vez mais adeptos. Esse produto ficou muito conhecido com os travesseiros vendidos como da “NASA”. Uma informação importante é que esse tipo de colchão é muito sensível a temperatura, então se você sente muito calor a noite é melhor não escolhe-lo.

Colchão de espuma 

São os colchões mais vendidos no Brasil. Por serem feitos só de espuma são mais baratos que os anteriores. Eles possuem várias densidades que variam de 23 a 60. Bem comuns em todas as residencias do Brasil.

Aprenda como embalar colchão para mudança

E como podemos embalar esses colchões? Existe alguma técnica para cada produto diferente?

A forma mais comum de se embalar um colchão é utilizando plastico bolha em todo seu entorno. O plástico bolha evita principalmente que o colchão suje durante o transporte, bem como evita rasgos e perfurações.

Primeiro envolve-se o colchão com o bolha, finalizando com fita adesiva. A grande maioria das empresas utiliza esse método por gastar pouco material e proteger bem.

Porém temos outra forma de embalá-lo, que é utilizando papelão ondulado. Depois da camada de plastico bolha, finalizamos com mais uma camada de papelão ondulado. Dessa forma, reforçamos qualquer eventualidade de perfuração ou rasgos, sendo esse método mais utilizado para mudanças internacionais ou interestaduais de longa distancia.

Tanto os colchões de solteiro, casal, tradicional, queen e king size são embalados dessa forma. Agora que você já sabe como fazer a embalagem, pode acompanhar o processo da sua mudança e garantir que está sendo feito tudo de acordo.

 

Referências: Icamas

 

Posts relacionados