6 passos de como colocar um imóvel para alugar

Queridos amigos e leitores, hoje falaremos sobre um assunto importante e que esclarecerá uma série de dúvidas dos nossos seguidores: Como colocar um imóvel para alugar? Quais os processos que devem ser feitos, em qual ordem?

Inicialmente, a primeira coisa que se deve fazer é pesquisar o preço do aluguel praticado na região. Isso é de suma importância, pois pode ser o fator determinante entre colocar o imóvel para alugar ou preferir vendê-lo, ou até mesmo ocupá-lo. Se o valor médio praticado no bairro é satisfatório para seus planos, então podemos dar continuidade com o plano de aluguel.

1) Uma reforma básica no imóvel

O segundo passo que deve ser feito é deixar o imóvel com cara de novo. Uma reforma básica, seguida de uma boa limpeza e uma nova pintura sempre serão os primeiros atrativos quando um cliente adentrar no espaço. Aquela velha máxima ainda se faz presente: a primeira impressão é a que fica.

Portanto, corrija trincos nas paredes, pisos quebrados, encanamento em geral, elétrica, deixe todas as torneiras funcionando sem vazamentos, assim como as luzes de dentro e fora da residência.

Existem produtos especiais como algumas ceras para limpar pisos, e após corrigir pequenas avarias estruturais, invista um pouco do seu capital em tintas de qualidade. Isso com certeza deixará o local com uma “cara” muito melhor, além do famoso cheirinho de novo.

2) Cite os pontos positivos do imóvel

Portanto, após feita a manutenção, faça uma lista com os principais pontos positivos do seu imóvel. Por exemplo, se for um apartamento em um condomínio, cite os itens de lazer do condomínio como quadra poliesportiva, salões de festas, piscina, brinquedoteca, vagas de garagem livres, espaço pet, entre outros.

 

3) Cite locais próximos ao seu imóvel

Porém, valorize também o apartamento em si, como por exemplo churrasqueira gourmet, varanda privilegiada, suítes, quartinho de empregada, planta modular, espaço em metros quadrados, etc. Descreva também os locais geográficos próximos ao seu imóvel, como metrô, shopping, rodovias, terminais de ônibus, hospitais, escolas, delegacias, se existe algum parque  ou locais grandes de lazer familiar.  Se é mais próximo de um grande centro ou mais afastado, etc. Tudo isso ajudará e muito seu inquilino a fazer essa escolha.

4) Como colocar o imóvel para alugar

Depois dessa etapa, é muito importante procurar uma imobiliária conceituada e colocar o imóvel no quadro disponível da empresa. Sabemos que existe o órgão regulador da entidade, o Creci, ou Conselho Regional de Corretor de Imóveis, e existem uma série de documentos já prontos que podem lhe auxiliar e muito nesse território desconhecido para os não-corretores ou atuantes desse segmento comercial.

Portanto, ter uma imobiliária responsável para fazer a intermediação é muito importante para evitar quaisquer calotes ou mazelas quando se trata de um imóvel. A mesma também irá elaborar o contrato de aluguel com garantias e deveres de ambas as partes, tanto da contratante como do contratado.

Porém, outra opção é colocar você mesmo o imóvel para alugar na internet, hoje existem sites importantes como Zap Imóveis, Imovelweb e muitos outros onde você pode colocar o imóvel para alugar.

Veja também como alugar um imóvel rápido e com segurança em nosso artigo.

5) Aluguei meu imóvel, e agora?

No entanto, se tudo correr bem até aqui, não será difícil achar um interessado em seu imóvel. Vamos avançar um pouco o tempo e ir para o momento que o locatário decidiu optar por seu imóvel. Meus parabéns! Agora teremos que tomar algumas medidas de precaução e também na questão de leis e termos jurídicos.

No contrato deverá constar tudo o que compreende o imóvel, como área útil, localização, se possuir algum defeito, móveis inclusos, parte de louças, parte de estrutura e tudo o que acompanha seu imóvel.

Se ele for alugado com alguns móveis, é necessário tirar foto de todos os móveis a fim de atestar o estado geral no momento da locação; a imobiliária também irá fotografar todos os cômodos no que chamamos de “Vistoria Prévia”. Assim, caso haja alguma divergência no futuro, ela poderá ser combatida com acesso à vistoria prévia.

6) Tipos de locações e garantias financeiras

Finalmente, depois de feito o contrato, estabeleça garantias financeiras. Veja as principais formas de garantia em como alugar seu imóvel com segurança:

1) Fiador (quando um terceiro, proprietário de imóvel, garante o pagamento do aluguel caso o inquilino não faça).

2) Seguro fiança (quando uma instituição financeira faz o papel do fiador).

3) Depósito (normalmente os locatários pedem de duas a três vezes o valor do aluguel, que será devolvido ao final do contrato).

4) Alugar imóvel direto com o proprietário (Geralmente isso ocorre quando é familiar ou conhecido).

Concluindo, após vencidas todas essas etapas, é hora de entregar o imóvel aos cuidados dos novos inquilinos, desejar boa sorte e aguardar a renda extra que virá dessa contratação tão comum nos dias de hoje.

Posts relacionados