Içamento de móveis

Compare preços de Içamento de Móveis, receba até 4 orçamentos

Você deve estar se perguntando o que é essa palavra estranha que aparece no título da nossa matéria. “Içamento? Nunca ouvi falar!”. Pois saiba que você leitor ou leitora, pode precisar desse serviço muito comum nas mudanças residenciais e comerciais.

O que é içamento de móveis

O ato de içar, segundo definição do dicionário Aurélio, significa puxar para cima; levantar, alçar. Palavra essa que tem origem nos marinheiros que içavam as velas, fazendo-as subirem para aproveitar o vento e seguir com a embarcação.

Mesmo tendo essa definição que significa levantar, o içamento pode ser tanto para subir móveis que não cabem no elevador ou na escada como para descer móveis que subiram anteriormente via içamento.

Como é feito um içamento?

Mas como será que é feito esse procedimento? Em um primeiro momento, pode parecer complexo, mas as grandes empresas de mudanças possuem todo o aparato para fazê-lo sem maiores problemas.

A forma correta e mais segura de se fazer o içamento é usando um aparelho chamado “TIFOR”. Você pode imaginá-lo como um mini guindaste, podendo ser manual ou motorizado, e é ele que faz a função de “puxar” o item para os andares altos, ou a função de “descer” o móvel vagarosamente até o térreo. Antes de usá-lo, os funcionários irão embalar muito bem o móvel a ser içado e usarão cordas especiais para fazer a amarração. É necessário uma certa experiência nesse serviço, pois um nó mal feito pode gerar um prejuízo tremendo !

Içamento de móveis através de cordas

Uma outra forma de fazer içamento é usando a força física e manual dos ajudantes. Apesar de não ser recomendado, ainda é muito utilizado pelas empresas de menor porte.

Nessa situação, os funcionários fazem a embalagem e amarração exatamente como se fossem usar o mini-guindaste, mas ao invés disso, puxam o móvel para cima usando unicamente a força de seus braços.

Para esse serviço, são necessários 4 homens, sendo 2 no apartamento que irá receber o móvel, puxando-o, e 2 embaixo, usando 2 cordas longas chamadas de “estirantes”, para segurar o móvel e evitar que ele bata  na fachada do prédio.

Como você pode ver, o içamento é considerado um serviço especial e diferenciado, que não está incluso em nenhuma mudança padrão.

 

Se o proprietário já sabe que será necessário, deve-se avisar com antecedência para que a empresa se programe e leve todo o aparato necessário. Caso o morador não sabia se será necessário, recomendamos a visita de um vistoriador experiente para avaliar e medir o item que será içado.

Dicas para não precisar fazer içamento

Mas existem algumas ações que você pode tomar para evitar este serviço, que normalmente não custa barato e leva um certo tempo para ser concluído.

A primeira dica é tentar desmontar previamente o móvel, transportando-o em partes para evitar o içamento. Também é possível analisar com o síndico do prédio ou condomínio se existe a possibilidade de se remover o teto do elevador, muitas vezes são poucos centímetros que fazem toda a diferença.

E a ultima dica é você mesmo medir o item e fazer todo o trajeto que ele percorrerá até o caminhão. Leve uma trena com você, assim poderá medir exatamente qualquer curva ou desnível que o objeto terá que fazer.

Tenho certeza que, seguindo nossas orientações, não existirão maiores problemas na hora de se fazer um içamento, ou até deixar de fazê-lo. Como sempre, queremos sua tranquilidade durante sua mudança!

Posts relacionados